quinta-feira, 20 de julho de 2017

Irão tentar te calar - Discipulado com Jesus #7

#07 - Irão tentar te Calar

Lembro muito bem da época em que comecei a falar de Jesus e do evangelho. Estava extremamente animado com tudo que havia descoberto, tive acesso à verdade bíblica estudando pela primeira vez numa bíblia de estudo. Primeiro numa Pentecostal de estudo e depois uma bíblia de estudo de Genebra e a minha mente estava a mil por hora, sentia aquele poder tomando conta da minha mente e era como se eu nunca tivesse enxergado antes. Com isso veio a vontade imensa de fazer outras pessoas compreenderem o que eu estava aprendendo, eu queria que todos à minha volta e na igreja soubessem exatamente tudo que eu descobrira e estava também muito animado com a possibilidade das missões e do evangelismo, e adivinha… só eu queria isso! Foi um fracasso! Fui abatido como uma barata que tenta andar de um lado ao outro. As pessoas comentavam sobre mim dizendo que eu era chato, que não podiam me dar oportunidade para pregar e falar nada senão já vinha aquele sermão longo, era longo mesmo, e quando eu criei o blog Palavras em Chamas as pessoas zombavam dele dizendo que se chamava palavras sem chama, eu fui abatido pelo inimigo que jamais achei que tivesse, a própria igreja!

Hoje eu compreendo que não foi algo calculado por alguém ou mesmo por inveja, vingança ou algo parecido, o problema é que sendo ainda muito jovem na fé eu não estava maduro suficiente para suportar a pressão de ser colocado de lado e ignorado mesmo estudando, lendo e correndo atrás do conhecimento que tanto desejei. Aquilo acontece ainda hoje, as vezes com as mesmas pessoas e eu percebi (hoje) que a mesma coisa aconteceu muitas vezes com Jesus! Isso porque estamos numa guerra e calar as pessoas que podem fazer a diferença é uma das melhores e cruéis estratégias de satanás e para isso ele usa muitas pessoas que estão à nossa volta, quando aconteceu com Jesus ele havia terminado de curar uma pessoa, como nos conta Lucas:

Certo dia, Jesus expulsou um demônio que deixava um homem mudo e, quando o demônio saiu, o homem começou a falar. A multidão ficou admirada, mas alguns disseram: “É pelo poder de Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios”. Outros exigiram que Jesus lhes desse um sinal do céu para provar sua autoridade.”. (Lucas 11.14-16 – NVT)

Ser filho de Deus nos coloca automaticamente numa verdadeira guerra, diferente do que muitos pregadores ensinam e ser cristão é estar em constante guerra contra o diabo e seus anjos e muitas vezes esquecemos ou não temos esta percepção e por isso muitos se afastam da fé logo no início ou bem no meio do caminho. Estar do lado de Jesus implica estar contra satanás e todos os seus anjos e nós passamos de queridos por ele a inimigos mortais. Parece sinopse de um filme, eu sei, mas é exatamente isso que acontece com um discípulo de Jesus. Ele mesmo deixa claro no capítulo anterior quando ensina: “Agora vão e lembre-se de que eu os envio como cordeiros no meio de lobos” e ainda “Eu lhes dei autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo poder do inimigo. Nada lhes causará dano.” (cap. 10 v.3,19 – NVT) e com isso você pode me questionar dizendo que estas palavras são para os missionários e evangelistas e não para crentes comuns… bem, para Jesus não me parece haver nada além de evangelistas e missionários. Os outros ainda não estavam com o Jesus bíblico. A mensagem, como já foi dito aqui no blog, precisa ser levada por todos de forma que não existe outro caminho para o crente que não seja o discipulado, ou seja, colocar o que Jesus ensinou e fez em prática, sem isso o cristianismo não passa de uma vã filosofia, um clube social ou algo parecido.

E se colocarmos em prática aquilo que Ele nos ensina e nos ordena é certo que nos tornaremos perigosos para satanás e toda sua turma. Assim estaremos desestabilizando suas propriedades fazendo com que a luz de Cristo brilhe ilumine outras pessoas e como satanás odeia a verdade ele vai usar a mentira contra vocês, por isso Jesus usou o termo “serpentes” no versículo 19 citado acima lembrando que satanás foi demonstrado na queda do homem como tal animal.


Duas estratégias foram usadas para tentar abater Jesus, de um lado algumas pessoas tentaram tocar no seu ego criando uma mentira e espalhando entre os que estavam ali, se ele afirmava ser o filho de Deus agora estavam dizendo que ele estava trabalhando com o próprio satanás e um outro grupo tentou abater a confiança de Jesus afirmando que ele dizia fazer e não era capaz de mostrar isso com algum sinal miraculoso. São técnicas que desestimulam, fazem com que o próprio crente duvide de si mesmo e da sua fé e pode fazer com que uma pessoa boa se torne má! Ótimo plano para acabar com alguém, não poderia ter vindo de alguém tão ruim e mentiroso quanto o próprio satanás. Que logo foi abatido quando Jesus os colocou contra os seus próprios argumentos fazendo-os passar vergonha.
E, se meu poder vem de Belzebu, o que dizer de seus discípulos? Eles também expulsam demônios, de modo que condenarão vocês pelo que acabam de dizer.” (Lucas 11.19 – NVT)

Hoje os mesmos golpes são usados e o que vemos são ministérios em ruinas, pessoas que se envolvem com outras coisas, e até mesmo com outros ensinos que prometem algo diferente do que Jesus ensina. A batalha hoje é ainda mais cruel do que naquele dia, pessoas são levadas a crer que são tão poderosas quanto Deus, acham que podem ser idolatradas como se a diferença estivesse nelas e não em Deus. Outros acabam se tornando tão influentes e importantes que acabam sendo levados por outras ofertas, se vendem por sucesso ou status e dinheiro. Ainda existem discípulos tentados a parar, assim como eu fui, e ainda existem discípulos tentando provar o que não precisam como tentaram Jesus e a cena é tão ruim para os discípulos que as vezes achamos que as trevas estão quase apagando a luz e isso vai acontecer até aquele dia em que Jesus mesmo virá derrotar satanás e nos levar daqui. O que fazer enquanto isso?

Esta guerra não está perdida e muito pelo contrário não estamos perdendo espaço, acontece que isso também é uma estratégia para nos fazer parar, mas enquanto ela existir significa que estamos crescendo, que estamos vencendo e que Jesus está próximo de voltar. O que nós precisamos a essa altura é entender que estas perseguições precisam acontecer, elas são uma consequência de uma guerra. De um lado Jesus está vencendo e do outro satanás está desesperado, perdendo enquanto tenta com todas as forças nos calar, fazer com que nos cansemos e mudemos de ideia, é mais uma de suas estratégias e cada vez que esta perseguição aumenta é um sinal mais claro de que ele foi derrotado e está agonizando. O desafio de todo discípulo hoje é compreender o seu papel nesta guerra, crer que Jesus batalha junto de nós e trabalhar a este favor.

As palavras de Jesus nos garantem que se fomos inseridos em algum lugar onde exercemos o nosso papel ali está o reino de Deus e se existem tantos cristãos espalhados pelo mundo você pode ter certeza de que o Reino de Deus está espalhado nos quatro cantos da terra. Veja como ele explica essa realidade: “Se, contudo, expulso demônios pelo poder de Deus, então o Reino de Deus já chegou a vocês.” (v. 20) Isto é: Se cumprimos aquilo que Jesus nos ordena onde estamos é um sinal de que o seu Reino está disponível ali! Faz-nos como lâmpadas numa noite escura, está claro onde existe um poste! Podemos ver onde ele está aceso.

Se você por acaso se sente cansado, desestimulado ou abatido, como eu me senti durante muito tempo saiba que essa influência é demoníaca e você pode com o poder de Deus voltar a ser luz, voltar a ser a representação do Reino de Deus onde estiver e saiba que é isso que Jesus deseja para você. E se o inimigo se levanta contra você com ferocidade é porque ele está sendo derrotado aí também, dentro do seu contexto social e ele está perdendo o seu espaço! Que este “alguém ainda mais forte” possa ser percebido em você! (ref. v. 21,22)

.
<< Capítulo Anterior ::: Todos os capítulos ::: Próximo Capítulo >>


.

Ratings and Recommendations by outbrain