terça-feira, 24 de setembro de 2013

Memórias, o que fazer com elas?

Certo dia fiquei horas lembrando coisas da minha infância, imagino que não seja uma surpresa já que tenho certeza de que você também já se perdeu nesse mundo, o mundo das memórias. E então muitas vezes pensamos em como éramos felizes e tínhamos tudo, ou como éramos tristes, como sofríamos em diversas situações, mesmo assim as lembranças nos fazem sonhar com algo que parece estar vivo em nossa vida. Particularmente um dia desses me assustei tendo uma esposa e uma filha, e em minha mente senti como se estivesse sido tirado de minha antiga vida e caído numa novinha em folha! A vida é mesmo maravilhosa.

Todos passamos por dias assim, principalmente quando os problemas da vida, atual, sufocam e ficamos tão desesperados que mesmo tendo um passado ruim sentiríamos saudades, isto porque os dias ficam cada vez mais difíceis. Mas podemos tirar muitas coisas boas do nosso passado, seja ele bom ou ruim. Tenho absoluta certeza de que Deus nos ensina em cada passo que damos na vida, ele usa aquilo que passamos para nos fazer crescer no futuro.

Diante disso eu diria que não existe passado ruim, mesmo que as lembranças sejam, porque as experiências ruins são mestras para nos ensinar como crescemos e evoluímos! Aquela (e) que foi enganada (o) não será mais se souber usar estas experiências a seu favor, quem sofreu abuso ficará mais forte para enfrentar quase todos os desafios da vida e assim torna-se mais eficaz naquilo que faz, quem foi rejeitado por alguém que amava percebeu que não pode se entregar a qualquer um e por aí vai. As memórias ruins nos desafiam ainda, principalmente após conhecer Jesus, a viver uma nova vida!  Deixar as coisas antigas para trás e passar por um processo de perdão e renascimento para tornar-se alguém melhor é um dos desafios mais ignorados que já vi. As pessoas simplesmente se agarram às mágoas do passado como se fossem portos seguros e não percebem o quanto estão enganadas.
Viver uma nova vida é tão importante que certa vez Jesus definiu isso como um sinal entre o salvo e o perdido: “A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3.3) e quanto ao perdão é de extrema importância porque fomos perdoados por coisas que não merecia perdão! (Mateus 18.21-35). Para o cristianismo existem coisas que não podemos escolher, uma delas é o amor ao próximo e isto inclui todo ser humano.

E com as boas memórias? O que fazer com tanta sensação? É pecado lembrar dos amigos antigos? Mesmo que eles não sejam cristãos? Creio que não. Fosse assim seria pecado lembrar das coisas ruins também, mas se Deus nos ensina com elas o que faria com as boas? Creio que há um problema com as antigas lembranças quando nós não às atualizamos, por exemplo aquele antigo namorado (a), aquele amor perdido. Estas coisas precisam ser atualizadas à luz de uma nova vida, a que vivemos hoje, com paciência e carinho para não ferir quem está do nosso lado, quem nos ama de verdade! As pessoas de nossas memórias precisam evoluir dentro de nós para que entendamos o quanto aquilo foi especial, mas passou. Ser realista é uma obrigação para aqueles que crescem, não vivemos num mundo de conto de fadas e as coisas dificilmente voltarão a ser como antes. Portanto, há mais risco nas memórias boas que nas ruins.
Usar tais lembranças em dias ruins pode ser a chave para entendermos que dias melhores virão, assim como foi no passado. O mundo vive num eterno vai e vem, portanto precisamos nos adaptar aos dias maus tanto quanto os bons dias! Para ter força e enfrentar uma situação complicada e vencer e creio que seja o melhor em tudo isso, para renovar a esperança de que um dia tudo isso vai passar, lembrar que os dias maus estão contados e que estamos no caminho certo, desde que você esteja, e que tudo vai ficar bem! Um dia entraremos numa eternidade sem dor, sem tristeza, sem dias ruins e estressantes.

As lembranças boas podem parecer mais agradáveis, mas não se comparam àquele dia em que o Senhor irá reunir os seus para enxugar toda lágrima, tirar toda dor. Pense nisso. Viveremos bem, todos juntos para honrar e adorar o nome daquele que nos dá dias maus para aprender e dias bons para descansar!
As melhores lembranças são aquelas que nos mostram o que ainda vai acontecer!

Devair da Silva Eduardo

Ratings and Recommendations by outbrain