quinta-feira, 20 de junho de 2013

Reflexão sobre o homem cristão moderno

O que procura o homem moderno? Em que direção caminha o homem que busca todos os dias a sobrevivência num planeta repleto de maldade e perversidade? Esta foi a única maneira que encontrei para iniciar um texto sobre as ânsias humanas pelo prazer e pela riqueza e notei que uma mudança extremamente radical está acontecendo com o ser humano do nosso século, ele busca prazer enquanto o homem do passado buscava sobrevivência. A necessidade do homem moderno não é mais possuir uma casa com filhos e uma esposa e sim coisas que podem substitui-los por prazeres antes impensáveis e nesta busca muitos acabam caindo. Caem em religiões, em golpistas e em ideais. Não é este o momento dos Telexfree’s e BBOM’s? Muito dinheiro para pouco trabalho, o que pensar do novo homem? Muito prazer para pouca procura, basta ligar o computador e entrar na internet, o dinheiro cairá sobre você!

O que preocupa não é entanto o envolvimento global nestes assuntos, o que preocupa é o envolvimento cristão nestes assuntos. Claro, sou cristão. Vivo sobre outros ideais, afinal nasci de novo e sou orientado e mantido por um ser superior o qual o mundo ainda não deu ouvidos. Mas o que pensar do homem cristão moderno que busca prazer no mundo com a mesma ânsia de alguém que nunca conheceu a verdade? O que o homem procura neste mundo que ainda não alcançou em Cristo? O prazer de ser salvo não é mais o centro do culto, poder rever a família da fé não é mais um ideal. Dentro do novo crente uma voz desesperada grita por “bênçãos”, como se o fato de viver não fosse nada mais que a obrigação de um Deus...


Não há mais quem pregue que há um Deus cuidadoso, que provê todo mês aquilo (exatamente aquilo) que precisamos para sobreviver bem, hoje a palavra básica é vista como sinônimo de pobre, uma pessoa que vive com o básico é alguém que não é abençoado porque Deus pode dar mais! Assim como deu a Jesus? Ou a Paulo? Quem sabe eles não eram dizimistas fiéis ou até mesmo não plantavam as sementes da fé! Viver como pobres andarilhos pregadores é uma coisa que não faz parte da grande ‘pequena’ maioria de fiéis do momento. E isto é totalmente contestado pela bíblia.

Por isso, não andeis preocupados, dizendo: Que iremos comer? Ou, que iremos beber? Ou, que iremos vestir? De fato, são os gentios (pagãos) que estão à procura de tudo isso: Vosso pai celeste sabe que tendes necessidades de todas estas coisas. Buscai, em primeiro lugar, seu Reino e sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mt 6.31-33 BJ)

De fato, são os gentios, aqueles que não têm fé, que pensam tanto nas coisas deste mundo ou será que dar o dízimo triplicado a fim de receber mais de Deus não os tornam iguais? Há diferença entre um e outro? Creio que não.

O cristão do novo século precisa se desligar um pouco do mundo para poder enxergar o que realmente acontece nele, não que vamos viver de maneira miserável, vamos apenas crer e usar aquilo que sempre usamos em nossas orações quando dizemos: “Iahweh é o meu pastor, nada me falta”.

Quando alguém lhe oferecer algo que pode mudar sua vida financeira e te colocar para cima, lembre-se disso. O Senhor sendo nosso pastor, o que nos falta? Preciso mesmo de mais alguma coisa além daquilo que Ele designou para mim? Ou estou insatisfeito com o que Ele tem me dado e me acho no direito de procurar em outras fontes aquilo que posso compreender nEle?


O Telexfree pode cair, o BBOM pode cair, mas Deus reina para sempre e aqueles que estão com ele não sentem falta de nada porque são tratados como seus filhos! Que você não seja mais um peixe fácil pescado pelos anzóis deste mundo.

Ratings and Recommendations by outbrain