sexta-feira, 28 de junho de 2013

O fardo

Todos nós carregamos dores intensas e internas durante certo período de nossas vidas. O que muitos não percebem é que a maioria dessas dores é deixada pelo pecado, pela culpa que no íntimo temos em relação ao Senhor, aquele que nos criou e que mesmo que não percebamos, vê tudo aquilo que fazemos.

Marcas de escolhas mal feitas, coisas que deveríamos fazer e deixamos para trás ou coisas que nunca deveríamos fazer e nos esbanjamos em prazer fazendo-as. Uma coisa é certa, depois de muito pecar o coração do homem, enquanto não totalmente endurecido pelo pecado, se entristece e sentimos como se chorássemos dentro de nosso ser. São coisas que acompanham a humanidade desde o inicio, assim como acompanhou Eva e Adão após ter se entregado à mentira de lúcifer enquanto estavam no paraíso. Foi uma tarde dessa, quando o sol se inclinava mostrando uma ultima faísca de seu calor que o salmista Davi, talvez inspirado por seus próprios pecados e com o coração carregado de tanto temor declarou a famosa poesia ao Senhor.

Minhas faltas ultrapassaram-me a cabeça, como fardo pesado elas pesam sobre mim; minhas chagas estão podres e supuram, por causa da minha loucura. Estou curvado, inteiramente prostrado, ando o dia todo entristecido.” (Salmo 38.5-7)


Davi estava mais do que triste, alguma coisa corria seu interior e consumia a sua paz ao ponto de sentir fortes dores pelo corpo. Este é um mal provocado pelo peso da culpa, aqui mostrado pelo peso do pecado. Isto é demonstrado na vida de muitas pessoas que sofrem por este poder. Apesar de não ser uma doença física, o pecado provoca sérios danos no corpo levando-o à morte, antes espiritual e em seguida física. As escolhas humanas á respeito de sua vida sempre o levarão a um fim. Isto é, à morte.

Escolher uma vida assim pode nos causar danos muitas vezes irreparáveis, assim como foi na vida de Davi, muitas destas feridas podem demorar muito a se curarem enquanto outras infelizmente nunca serão curadas.
Jesus entendia esta dor, sabia que um dia sentiria todo peso do pecado recaindo em suas costas, como ocorreu naquela tarde de sexta-feira. Ali foi depositado tudo que restava ao ser humano, nas costas de alguém que nunca pecou para que por ele pudéssemos alcançar aquilo que ele mesmo alcançou e nos convidou a alcançar. A vida! Para alguém que está enfermo a palavra vida soa como um passo distante, quando estamos doentes ouvir falar em cura parece deixar as coisas mais longas ainda, assim é o homem para Deus. Quanto mais mergulhamos no pecado, nossa visão de Deus fica mais fosca, ficamos cansados e não podemos enxergar o que é certo ou errado. Como uma planta longe do sol seca assim é o homem perto do pecado e longe de Deus.

Estar preso a escolhas antigas ainda assim é uma opção, para quem sofre com o fardo do pecado e suas consequências existe sim uma solução! Jesus está pronto para ouvir, perdoar e aliviar o peso da culpa. 

Assim ele diz: “vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vossas almas”. (Mt. 11.28,29)


Não viva mais pelas consequências, se entregue a Deus e deixe-o tomar conta do seu ser, você correrá apenas um risco, o de se sentir mais leve podendo assim aproveitar tudo aqui que ele preparou para você. Faço agora mesmo uma oração, assim como fez Davi e viva feliz pela graça de Cristo!

Ratings and Recommendations by outbrain